quinta-feira, 11 de Setembro de 2014

O Papel do Seminário

Caros amigos,

Alguns de vós lembrar-se-ão provavelmente de uma ideia que tem vindo a desenvolver-se no meu espírito de há já algum tempo  e que já  partilhei com alguns de vós mas que, também como vinha dizendo, estava a aguardar pela minha reforma.
Seria um trabalho que pretenderia avaliar o impacto do seminário (1) dominicano (2) de Aldeia Nova na vida das gerações que por ali passaram no contexto sócio-económico basicamente dos anos 50 e 60.
Contactei já informalmente  alguns sociólogos que reconheceram que esta área não está investigada, embora a minha pretensão não seja fazer nenhuma tese ou qualquer trabalho académico.

Este trabalho teria três partes:
Uma quantitativa – Resultante de um questionário a ser lançado a todo o nosso grande grupo que  ao longo dos anos vem dando sinais da sua presença, quer nos encontros quer por outros canais. Esse questionário seria posteriormente objecto de tratamento estatístico.
Uma qualitativa – Preenchida com entrevistas semi-estruturadas a um ou dois painéis de colegas
Uma conclusiva – Procurando sintetizar as grandes linhas das duas partes anteriores

E assentaria em três premissas:
Objectividade  – as coisas foram o que foram, são o que são e é essa verdade que importa desvelar. Considero que é o melhor preito que podemos fazer ao espírito dominicano!
Rigor  - As técnicas e metodologia a utilizar devem garantir uma recolha rigorosa e análise correcta dos dados.
Participação – Gostaria de partilhar este trabalho com todos, enquanto sujeitos e objectos da investigação.

É, assim, nesse sentido de  todos para todos que tomo a iniciativa, desde já, deste contacto , convidando-vos, enquanto grupo mais restrito e que temos estado mais próximos, a darem a vossa opinião com vista ao enriquecimento do esboço deste projecto que gostaria de apresentar no próximo dia 4, tendo em vista a presentação de resultados no encontro de 2015.
Para terem ideia do que seria o questionário, deixo aqui alguns items que fui já elencando, ainda que sem qualquer preocupação de hierarquização e sistematização, aguardando os vossos comentários e sugestões.
 
Abraço,
 
Manuel Branco Mendes

Apenas mais uma nota: Este mail é aberto e o facto de ter ido para vós tem a verbasicamente com os endereços que fui "pescando" pelo que sois livres de reencaminhar a mais colegas que vocês entendam que podem dar contributo útil.


 
·         Origem
o   Concelho
o   Distrito
o   Data de nascimento
o   Composição da família de origem
o   Lugar na fratria
o   Situação profissional dos pais
 
·         Entrada no seminário
o   Idade
o   Ano de entrada
o   Grau escolar de ingresso
o   Razões contextuais de entrada
§  Iniciativa pessoal
§  Iniciativa de familiares
·         Pais
·         Tios
·         Outros familiares
§  Iniciativa de outros não familiares
·         Pároco
·         Outros
o   Razões subjectivas
§  Sentia que tinha vocação
§  Queria estudar
§  Queria sair do ambiente de pobreza
§  Queria conhecer novos sítios e novas realidades
 
·         Vida no seminário
o   Anos de permanência
o   Nível escolar alcançado
o   Pares
§  Amigos
§  Da mesma terra
§  Perderam o contacto
§  Mantiveram contacto
·         Físico
·         Por correspondência
o   Padres/Professores
 
·         Saída do seminário
o   Grau de ensino
o   Equivalência ao ensino oficial
o   Razões da saída

domingo, 7 de Setembro de 2014

ENCONTRO ANUAL

Antigos Alunos Dominicanos – Encontro Anual 2014

- Convocatória -

            Como tem vindo a ser anunciado pela Comissão Organizadora e cumprindo com agrado o que se estabeleceu, o encontro anual vai realizar-se no dia 4 de Outubro / 2014, em Fátima.
 Contamos com todos, sem exceção.
            Programa:
10:00 – Concentração no convento dos dominicanos, seguida de missa na capela.
12:30 – Almoço (serviço bufete) no restaurante do Hotel Dom Gonçalo, junto à rotunda norte, sito na Rua
            Jacinta Marto, nº 100 (também com entrada pela Av. Beato Nuno).
O custo da refeição é de 25,00 €, com:
mesa de frios - pão, petiscos, saladas simples e compostas
mesa de quentes – sopa, prato de peixe e prato de carne
mesa de sobremesas – frutas e doces.
Inclui bebidas: água, refrigerantes, vinho tinto / branco, café ou chá.
            Após o almoço, no mesmo local, contamos com as habituais intervenções gratuitas (de gratis), mas brilhantes e espontâneas dos artistas da casa e dos animadores culturais da nossa eleição.
            Antes, depois ou a meio, teremos também uma intervenção especial relacionada com o projeto Mosaiko / Instituto para a cidadania, que os dominicanos de Angola desenvolvem nesse país, da responsabilidade do seu diretor administrativo, fr. Mário Rui, op.
            Inscrições: impreterivelmente até ao dia 22 de setembro (com a indicação do nº de acompanhantes),
            para o endereço de email: encontroanual.aadominicanos@gmail.com
            em alternativa, via SMS, para: 969 406 591 (Manuel Ferraz) ou
                                                           926 134 264 (Manuel Pires)

            Apelamos a todos para que não faltem nem deixem faltar os amigos. Passem a palavra!
            Ficamos a aguardar a V/ inscrição, desejando a todos boa viagem e com um abraço nos despedimos.


            A Comissão: José Gama, José Lopes, Manuel Pires, Manuel Ferraz

terça-feira, 2 de Setembro de 2014

Aniversários em Setembro


Durante este mês celebram o seu aniversário os
nossos Amigos
NOME                                                                 Dia
  Arnaldo Jordão do Vale                                                  2
  Vitorino Vieira Dias                                                       6
  Abílio de Jesus da Rocha e Silva                                       7
  Jose Carlos Amado Santos                                              8
  Jose Paulo Fetal da Silva                                               10
  Eduardo de Jesus Bento                                               11
  Jose Joaquim Vieira                                                     12
  Frei José Geraldes                                                      12
  Amândio Carvalhais                                                     12
  Baltazar Martins Jesuíno                                               15
  Luis Pires Gonçalves Ginja                                             19
  Frei  Alberto (Carlos) Carvalho                                        21
  Manuel Órfao Cardoso                                                  23
  Diamantino Fernandes Nunes                                          24
  Frei Miguel Santos                                                       27
Para todos os nossos parabéns e os votos de um futuro cheio de 

Bençãos de Deus.

segunda-feira, 18 de Agosto de 2014

19 AGOSTO - PARABÉNS LUÍS SOUSA GUEDES

Eu sei, nós sabemos, que este espaço que surgiu com tanto entusiasmo, está a perder protagonismo, que o mesmo será dizer, popularidade. Vai sobrando, no entanto, alguma dose de coragem e outro tanto de teimosia, e "cá vamos encanando a perna à rã" como por cá se diz. Um dos corajosos é alguém possuidor da ficha técnica  de todos os dominicanos, os 'ex' e os actuais, e que mensalmente aqui vem lembrar os aniversariantes. Por modéstia sua, omitiu à lista do mês de Agosto o seu nome. Mas, como diz o Joaquim Moreno, "ele esquece-se de que nós já cá andamos há uns anos a mais" e também não andamos distraídos. O Moreno chama-lhe " A NOSSA ALMA INFORMÁTICA". Falamos, naturalmente do Luís Sousa Guedes, nosso companheiro, amigo dedicado, sempre atento e disponível, que viu a luz do dia a 19 de Agosto de 1952.
PARABÉNS LUÍS!... SALVE 19 DE AGOSTO!...

Um abraço do MORENO e do NELSON

terça-feira, 12 de Agosto de 2014

Apanhados a mourejar…

Muitos dos nossos amigos e antigos companheiros – nanja eu! –, nos intervalos do serviço, organizam reuniões de trabalho. E fazem questão de documentar esses fatigantes momentos com ordem de trabalhos e tudo. A moda terá pegado, certamente para colmatar brechas no corte das horas extras.
Foi o que aconteceu cá pró norte, num dia de calor sufocante, à sombra do manto verde da serrania do Gerês, a menos de um mês das populares e mui concorridas romarias da Sr.ª da Abadia e do S. Bentinho da Porta Aberta, que andam sempre de mão dada, quando se trata de repartir atenções e enxugar as lágrimas dos queixosos mortais. No entanto, não repartem prebendas nem os proveitos das caixas de esmolas. O segundo orago é dos mais ricos e milagreiros da diocese de Braga, mas cada santo vai comer a sua casa. Ao que parece, na galáxia celestial também existe diferenciação social e acesa luta de classes muito antes do séc. XIX.
E enquanto venerava os locais mais emblemáticos neste périplo mariano e beneditino do Minho acolhedor, este grupo de romeiros – pagadores de promessas em relaxe – não se esqueceu por um momento de saudar e lançar o convite aos demais visitantes e amigos do Criar Laços.

Braga, 22 de Julho de 2014







quarta-feira, 6 de Agosto de 2014

LEMBRETE



Aproveitando o efeito charneira deste “querido mês de agosto” (dizem que une o verão com o inverno), e tendo em atenção que o tempo voa, a comissão organizadora do encontro de ex-dominicanos deste ano, deseja a todos bons aniversários, boas férias e não se esqueçam que temos um compromisso importante no dia 4 de outubro, em Fátima.
Brevemente voltaremos ao assunto.
A comissão,

José Gama, Manuel Pires, José Lopes, Manuel Ferraz

ENCONTRO ANUAL 2014 - Outubro é já ali



Amigos e companheiros
            Não sabemos ainda bem se em Fátima ou Aldeia Nova, mas o próximo encontro dos ex-alunos dominicanos será certamente no dia 4, primeiro sábado de outubro, como manda a tradição, salvo raras e justificadas exceções. Vamo-nos preparando, que o fim de setembro está próximo.
            Há dias, para tratar deste e doutros assuntos, que não vêm à baila, reuniu numa profícua sessão de trabalho - juro! - a comissão organizadora, num estratégico salão paroquial de Vila Verde. E, como a foto ilustra, os dignos organizadores, inexperientes formandos, contaram com a assessoria de quatro respeitáveis censores da invicta, ex-comissários, para verificarem se os vagos princípios que norteiam o evento são devidamente respeitados em todo o espaço nacional.
            De momento, será talvez irrelevante pormenorizarmos os pontos da jornada, que não se afastará muito do modelo habitual, privilegiando o convívio, porque isto só acontece uma vez por ano em tempo de equinócio.
            O mais importante mesmo é que ninguém falte porque há mais vida para além da rotina e oportunamente indicaremos o método e ferramentas adequadas para inscrições e outras diligências necessárias para que a jornada seja mais um momento de aproximação e partilha entre pessoas que viveram de modo incontornável algum passado em comum.
            Até breve.



A comissão organizadora: José Gama, Manuel Pires, José Lopes, Manuel Ferraz