sexta-feira, 28 de Novembro de 2014

Um apelo do Filipe Araújo!...

Nestes poucos dias já chegaram até mim algumas mãos cheias de belas preciosidades do passado. A única coisa que tem estado a faltar, provavelmente por esquecimento, são os retratos pessoais da actualidade. Mas pode ser que ainda aí venham entretanto. Afinal, temos uma semana e pouco pela frente. É que, se no final não conseguir agrupar pelo menos umas 15-20 fotos individuais do tempo presente, dificilmente as poderei usar.

domingo, 23 de Novembro de 2014

ATENÇÃO AO PROJECTO DO FILIPE ARAÚJO!... UM FILME SOBRE A "VELHA CASA" DE ALDEIA NOVA!...COLABOREM!...


Só para contextualizar:

- A ideia deste projecto ganhou vida pouco depois de conhecer o blog Criar Laços e de me chegarem aos ouvidos as mudanças planeadas para o edifício do Seminário. Aconteceu sobretudo por uma vontade urgente de remexer num imaginário de que me fui apropriando através dos relatos e vivências do meu pai, apaixonadamente contados e absorvidos ao longo de toda uma vida consigo. O meu objectivo, contudo, mais do que documentar exaustivamente ou assumir um formato tradicional, de cariz jornalístico, passa pela criação de um objecto artístico. Uma curta-metragem conceptual, poética e sensitiva, comprometida a deitar o olho ao que foi o interior de Portugal no pós-Guerra, através da evocação do passado de um casarão, hoje feito natureza-morta de corredores e paredes, onde durante anos foi oferecida a jovens-meninos de todo o país a proposta de uma educação avançada e o passaporte para uma vida melhor. Um sítio, portanto, à frente do seu tempo, num país conservador e absorvido pela ditadura. E, já agora, se me permitem, uma geração de rapazes que não tendo seguido mais tarde a vocação ficou para sempre positivamente ligada a essa experiência. (Não era o Agostinho da Silva que dizia que não era do heterodoxo nem do ortodoxo, mas sim do paradoxo, que os continha aos dois? Pois, a minha ideia é ir um pouco por aí.) Para o efeito, tenho planeada a “construção" de um dispositivo fílmico em que a imagem corresponderá só e apenas ao tempo-presente, enquanto que o áudio, através da justaposição de camadas de texturas ambiente e de uma pontual narração feita a partir de fragmentos de correspondência real e textos soltos (uma parte, já identificados), remeterá exclusivamente para o passado. 

- A minha preparação para o projecto, até à data, tem sido muito natural e orgânica, diria. Precisamente porque também quero deixar algum espaço para a surpresa. Comecei por compilar material escrito pelo meu pai, folheei correspondência, anotei conselhos, visitei pela terceira vez a casa de Aldeia Nova na companhia do caseiro, preparei um ensaio fotográfico sobre aquele espaço, entrevistei o Frei Alberto em Fátima, li praticamente todos os textos disponíveis no blog e falei com alguns ex-seminaristas. Seguindo as dicas do Frei Pedro, irei seguramente conversar ainda com o Frei Bento e encontrar-me com o Toninho, entre ouros (Mário Rocha Crioulo, Eduardo Bento, etc.), antes de entrar em pós-produção (a pós-produção vai ser um momento tão ou mais importante que a fase de produção - ou seja, as filmagens - porque muito do sentido do trabalho só vai nascer verdadeiramente na montagem - é aí que se cria o sub-texto). Parto para a aventura, porém, muito consciente de que este filme será apenas uma modesta peça ou expressão de uma longa história. Um olhar alheio através de um imaginário partilhado. Na verdade, nem posso ter a ambição de outra coisa. Daí a vontade de conceptualizar o projecto e de o puxar para um território mais artístico, fragmentado, sensitivo e autoral. Quem sabe um dia consiga convencer uma televisão a apostar num verdadeiro documentário sobre o assunto. Para já, apenas com os meus próprios meios e um tempo infelizmente limitado, esta é a única proposta que percebi permitir-me um compromisso sério.

- Quanto aos retratos propriamente ditos, o meu principal apelo seguia directamente para os próprios ex-seminaristas / frades. Todos deverão ter uma foto sua da actualidade em casa. E muito provavelmente também terão algum retrato da juventude - no limite, uma foto tipo passe. Não precisa de ser do período exacto em que estiveram no Seminário. Pode ser ligeiramente anterior ou posterior.

- No que toca às fotos de conjunto e do espaço, interessava-me apenas o que corresponde ao período de funcionamento do Seminário. Se o Frei João Leite e o Toninho me conseguissem dispensar algumas por um par de semanas, ficaria muito grato. Escusado será dizer que seriam tratadas com todo o cuidado.

- Para as filmagens que se avizinham vou necessitar sobretudo dos retratos individuais. Por uma questão logística, poderei utilizar apenas os que chegarem até mim até dia 3 de Dezembro.

Muitíssimo obrigado por todo o vosso apoio e paciência!

Um abraço fraterno,
Filipe

sábado, 22 de Novembro de 2014

Filipe Araújo, é filho do nosso companheiro, que há partiu, o Horácio Araújo. É realizador cinematográfico que acaba de conquistar o prémio para o Melhor Filme Português no Festival de Cinema Temps D'Images com o documentário " A sétima Vida de Gualdino". Pretende agora realizar um filme sobre aquela que foi a casa de todos nós - O Seminário de Aldeia Nova. Vamos ajudá-lo. Para tanto partilho convosco a correspondência que recebi do J. Moreno, para assim todos ficarem a saber o que se pretende. O tempo urge, porque a "Velha Casa" vai ser demolida e as filmagens vão ser brevemente.
Mãos à obra.
Abraços
Nelson




VELHOS COMPANHEIROS E AMIGOS
Conforme é do Vosso conhecimento, o Filipe Araújo, tem o SONHO de realizar um filme sobre Aldeia Nova.
Temos que o AJUDAR a concretizar tal sonho.
Está na NOSSA MÃO dar forma a este sonho do Filipe, que, ao fim e ao cabo, DIZ  RESPEITO A TODOS NÓS.
Vamos arregaçar  as mangas e....mãos....
FRATERNALMENTE
JM



Tal como lhe tinha dito por telefone, decidi avançar com três dias de filmagens no edifício do antigo Seminário, respectivamente nos dias 6, 7 e 8 de Dezembro. Afinal de contas, a casa de Aldeia Nova vai ser totalmente limpa e mexida no próximo mês, o que não me deixava grande margem.

Tinha, contudo, um pedido especial a fazer-vos. Gostava de conseguir juntar os retratos de uns 15 a 25 ex-seminaristas para espalhar pela parede de um dos corredores da casa numa sequência específica do filme. Sei que estamos muito em cima da hora e que provavelmente estou a sonhar alto, mas sendo possível, eis o que me serviria:

- Um retrato individual do ex-seminarista capaz de remeter para a época em que frequentou Aldeia Nova (pode ser anterior, da meninice, ou ligeiramente posterior);
- Um retrato individual do mesmo ex-seminarista na actualidade.

Por uma questão de qualidade, teríamos preferência por:

- Versões originais ou cópia em papel - havendo possibilidade, em formato fotográfico standard (mais ou menos, o equivalente ao postal convencional);
- Sendo digital, um ficheiro capaz de garantir uma boa resolução de impressão.

Para o efeito, deixo os meus dois endereços.

Correio postal:
Filipe Araújo
Rua da Quintinha, 70, 1º Esq.
1200-368 Lisboa

Correio electrónico:

Claro que aos que me enviarem originais, fica a promessa que o material será devolvido à precedência logo após as filmagens. 

Enfim. Tentar não custa. Se virmos que o plano não é viável por uma questão de datas, tentarei arranjar forma de adiar a filmagem desta sequência para outro momento.



PS- Caso no grupo haja quem alguém com uma boa foto de conjunto em Aldeia Nova, também muito se agradece a partilha.

Filipe Araújo filmmaker
filaraujo@gmail.com skype filaraujo

Blablabla Media :b
Rua da Quintinha, 70, 1º Esq.
1200-368 Lisboa PORTUGAL

domingo, 9 de Novembro de 2014

quinta-feira, 30 de Outubro de 2014

ANIVERSÁRIOS EM NOVEMBRO


Durante este mês celebram o seu aniversário os
nossos Amigos
NOME                                                                 Dia
  Joaquim Luís Costa Soares                                           5
  Isidro da Silva Dias                                                     6
  Armando Vicente Morais                                               7
  Carlos Manuel Marques Pires                                         8
  Manuel Frias Pena                                                       9
  Leonel Dias da Silva                                                    9
  António Ezequiel Pereira Lucas                                     10
  Carlos Manuel Vieira Baleco                                         14
  Jose Antunes Ribeiro                                                 18
  Manuel Neves de Carvalho                                          19
  Frei José Maria                                                         21
  José dos Santos Fortunato                                          28
  Jaime Carvalho Coelho                                               28
Para todos os nossos parabéns e os votos de um futuro cheio de 

Bençãos de Deus.

sexta-feira, 10 de Outubro de 2014

Momentos do Encontro Anual de 2014


Sobre um Encontro, o melhor que haverá a fazer é deixar correr as imagens… também as da memória.
            Os encontros cumprem essa missão: recordar, aproximar, viver e esperar que venham mais. Enquanto há vida, há encontro. Admitimos que seria pior se não nos encontrássemos.
            O deste ano, que se cumpriu há dias, contou com a presença de 87 participantes e ainda um punhado deles que não puderam constar das fotos. A comissão organizadora agradece do mesmo modo aos que estiveram em corpo ou em espírito. Certamente, para a próxima vez, estaremos todos. Agradece também a forma pronta e adjuvante como responderam à convocatória, bem como o sentido de camaradagem e boa disposição que emprestaram à jornada.
            Naturalmente queremos destacar a honrosa presença e apoio dos dominicanos no ativo, a começar pelo seu provincial; os autores das intervenções que foram programadas; os serviços dos estúdios privados de fotografia de alguns colegas mais atentos; os indispensáveis animadores que, graças a estes encontros oficiais e outros paralelos, quiçá clandestinos, estão cada vez mais competentes e afinadinhos, não se deixando intimidar perante um auditório tão exigente.


            Até breve

       A comissão organizadora

quarta-feira, 1 de Outubro de 2014

Fr. Henrique de Carvalho Urbano O.P.

Caros amigos

Espero que todos gozem de boa saúde e que estejam dispostos a participar em mais um encontro dos ex- dominicanos, no próximo dia 4 de Outubro em Fátima, cujo o programa já vos foi enviado.
 Se Deus quiser também conto estar presente.
Em nome dos dominicanos aproveito para apresentar ao Abel Pena, mais uma vez, os nossos sentimentos, e permanecemos em comunhão e solidariedade.
Estamos juntos nos momentos alegres e tristes. Para ti, Abel, vai um abraço especial.

Também vos quero transmitir a notícia do falecimento do nosso irmão dominicano: FREI HENRIQUE DE CARVALHO URBANO.
Esta notícia, apanhou-nos a todos de surpresa, inclusive a família.
 Foi através da família ( irmã e sobrinha ) que tivemos conhecimento que o HENRIQUE falecera no Hospital de Lima – Peru. Não temos a certeza, mas creio que ao causa da morte foi o fígado.
Uma boa parte de vós não o conhecia, mas os mais velhos conheciam-no bem.
Ele nasceu em Fermentelos no dia 27 de Setembro de 1938, professou no 4 de Agosto de 1955, e foi ordenado a 1 de Setembro de 1963. Faleceu no dia 25 de Setembro de 2014.
Ele era do mesmo noviciado do Frei Alberto Carvalho, do António Silva (Toninho) e do Paulo Silva.
Foi professor em Aldeia Nova e mais tarde foi para o Canadá e trabalhou toda a sua vida no Peru, onde fez um estudo profundo sobre os Incas.
Um abraço amigo para vós e vossas famílias.

Frei Pedro